Atacadão do Bebê potencializa vendas com RFID

Atacadão do Bebê potencializa vendas com RFID 2

A melhoria dos processos de circulação das mercadorias, graças ao uso da tecnologia, trouxe agilidade para a companhia.

 

Atacadão do Bebê, com sede em Goiânia (GO), já se destaca por ser a única loja de Goiás – e provavelmente do Brasil – com separação de público por espaços: mamãe de menina vai para o Mundo Rosa e mamãe de menino vai para o Mundo Azul. Além disso, a empresa atende seus clientes com produtos variados, que vão de preços a modelos para todos os bolsos e gostos.

Considerada uma loja multifuncional, o Atacadão do Bebê atende o varejista que busca do básico ao completo, com produtos como carrinhos, berços, guarda roupas, banheiras etc. Apesar de ser uma loja de rua, trabalha em todos os dias da semana, inclusive feriados, dando assim a oportunidade de compras aos clientes que não têm tempo em horários comerciais ou aquele com base no interior ou outros estados do Brasil.

Agora a empresa tem um novo diferencial, o uso da RFID. Antes das tags inteligentes, a empresa trabalhava baseada nas experiências de feira e atacado de suas gestoras. A loja não tinha controle de estoque acessível, somente visual. Com isso, a RFID mudou totalmente a maneira de trabalhar, melhorando o sistema de trabalho, a forma de estocar, de comprar e de vender, além de deixar os processos mais ágeis.

Os leitores de RFID foram instalados em portais no Mundo Azul e no Mundo Rosa ao lado dos caixas. A leitura é feita quando passam os carrinhos de compras. Estão em uso dois leitores Zebra FX7500, com duas antenas iTAG e um coletor RFID da BlueBird. As etiquetas da iTAG modelo 7×2 com chip Impinj Monza R6 foi colocada em todos os produtos em estoque.

Os desafios para que a leitura ocorresse dentro do previsto foram muitos, segundo a companhia. “Muitas dúvidas foram surgindo, mas o processo está indo bem, com a assessoria via Whatsapp do fornecedor iTAG”. A decisão pela RFID foi tomada quando as executivas do Atacadão do Bebê viajaram para São Paulo e viram o processo por identificação por radiofrequência feito pela Brascol.

 

Atacadão do Bebê utiliza RFID

Video: Flávia Ribeiro, proprietária do Atacadão do Bebê em Goiânia (GO), dá depoimento sobre a RFID em sua loja.

Após a implantação da tecnologia, os benefícios do sistema já começaram a ser notados: vendas mais ágeis, melhoria no controle de estoque, integração e simplificação dos sistemas e redução dos erros no processo de emissão de Notas Fiscais. Com isto, a meta da empresa passou a ser implementar a tecnologia em 100% dos produtos, incluindo estoques e fábrica.

O processo com RFID funciona assim: a companhia compra os produtos de fornecedores e faz a impressão das etiquetas RFID com a impressora Zebra Zd500. Depois, executa o processo de entrada no estoque via portal RFID equipado com o leitor Zebra Fx7500 e com a aplicação do iTAG Monitor. Em seguida, o produto vai para área de vendas, onde os clientes escolhem e depois vão até o caixa onde outro portal RFID faz a leitura dos produtos selecionados. A loja também passou a fazer o processo de inventário por RFID, com o coletor BlueBird.

No início da implantação, tudo com RFID era novidade e houve alguns desafios com os novos processos. “Agora”, diz uma das proprietárias, “já estamos sabendo um pouco mais e adorando o sistema. Com certeza está valendo muito!” A implantação de RFID do Atacadão do Bebê não segue o padrão passivo EPC UHF, da GS1, porque atualmente a companhia optou por utilizar os códigos de seus fornecedores.

 

 

Fonte original: https://iopjournal.com.br/atacadao-do-bebe-potencializa-vendas-com-rfid/