Brascol – Um Case de Sucesso!

brascol 2

Confira as matérias do Case Brascol que sairam no RFID Journal Brasil!

 

Brascol investe no controle de estoque eficiente

 

19 de fevereiro de 2014 – A Brascol, tida como a maior atacadista e distribuidora de moda bebê e infanto-juvenil do Brasil, implantou uma solução de identificação por radiofrequência (RFID) para otimizar o controle de seus estoques, ampliar sua economia operacional e, principalmente, oferecer uma experiência otimizada de atendimento aos seus clientes. Com pouco mais de um mês de uso da solução desenvolvida pela ITAG, a companhia já conseguiu reduzir de uma hora para 20 minutos o tempo médio de atendimento de seus compradores com cerca de 500 produtos em quatro carrinhos.

“Trata-se de um ganho de agilidade enorme que é diretamente percebido pelos clientes. Acreditamos que isso trará bem estar e consequente fidelização de nossos clientes”, afirma Nina Kudagawa, gerente da Brascol, que há 25 anos opera no Shopping Mega Polo Moda, em São Paulo. No negócio de atacado, é comum que os clientes façam suas reclamações diretamente na loja sem passar pelo SAC. “Muitos têm hora marcada para sair com o ônibus e uma economia de tempo é sinônimo de boa prestação de serviço. Já recebemos até elogios dos clientes mais antigos que notaram a grande agilidade da expedição”, conclui Nina.

A execução do projeto levou em conta o melhor período para obter os resultados. Em função dos volumes de produtos e alta rotatividade do estoque, os volumes de etiquetas RFID são altos e, para se viabilizar um projeto com retorno de investimento não superior a 6 ou 8 meses, este fator foi determinante. “Durante os últimos anos, ocorreu uma drástica redução dos custos das etiquetas e demais componentes RFID, o que possibilitou o investimento do cliente na solução como um todo”, diz Sérgio Gambim, coordenador do projeto e diretor da ITAG.

Os principais fatores de negócios que motivaram o projeto, afirma Nina, estão relacionados aos objetivos de prestação de serviços de qualidade e agilidade para proporcionar aos clientes uma experiência de compras cada vez mais eficiente, cuidando do seu bem estar. “Quando a mercadoria sai embalada, o pacote passa novamente pelo portal para ver se está tudo correto, se todos os produtos que deveriam estar dentro estão lá. Isto nos dá uma garantia de bom atendimento e para o cliente a certeza de que está levando tudo o que comprou”, atesta Nina.

Durante os últimos três anos, a direção da Brascol em conjunto com a ITAG, seu parceiro de negócio que coordena o projeto desde o princípio, trabalharam no desenho da solução, desenvolvimento e homologação de fornecedores de tecnologia, organização de processos e acordos comerciais com os fabricantes. “Distribuímos aos nossos clientes grandes volumes de produtos todos os dias”, informa Nina, para quem o desafio é melhorar com agilidade os processos críticos, como por exemplo, a expedição de grandes volumes.

Para que o projeto tivesse os ganhos esperados, um fator crítico de sucesso estava em adquirir dos fornecedores e fabricantes os produtos já etiquetados. Com este foco, os acordos comerciais foram coordenados envolvendo a gerencia de compras. “Precisamos ter capacidade de gerir nossos estoques sabendo exatamente se o que foi comprado está sendo recebido”, explica Patrícia Cardenaz, gerente de compras da Brascol e uma das coordenadoras do projeto.

“A veracidade das informações permite fazer uma gestão de estoques e controlar melhor todo o processo. Este é um dos melhores ganhos que a RFID traz para nossa operação”, afirma Cardenaz. Os acordos comerciais com os demais elos da cadeia de suprimentos tornaram isto possível. “A contrapartida esperada é receber dos fabricantes os produtos corretamente etiquetados com RFID, de tal modo que possamos receber com agilidade todo o material que foi comprado”.

“Temos facilitado nossas compras também”, diz Nina. “Afinal, podemos garantir quais são as quantidades exatas de cada produto e suas características. Antes da RFID nós achávamos que os produtos eram suficientes para atender os nossos clientes, pois só sabíamos a quantidade. Mas hoje sabemos se as cores disponíveis são as mais procuradas ou se estas estão em falta. Então, compramos as peças que mais vendem”.

O portal utiliza o leitor RFID EDGE-50 UHF da ACURA Global, que se destaca por suas pequenas dimensões e alto desempenho, baseado no módulo M6e da ThingMagic. O leitor suporta até quatro antenas monoestáticas da ACURA Global e se comunica via Serial RS-232 ou USB com o sistema ITAG.

Todos os equipamentos são fabricados no Brasil. A integração de sistemas foi desenvolvida pela equipe também brasileira da ITAG, que adotou a API para desenvolvimento de softwares em C, .NET e Java. “A solução se destaca pela alta performance de leitura para alta densidade (grandes volumes de tags) em poucos segundos”, afirma Gambim.

Para operações de inventário e conferência de gondolas, foi adotado o mesmo sistema desenhado pela ITAG, mas com suporte mobile. O Smart AT-870 distribuído no Brasil pela ACURA Global fornece a capacidade de combinar várias funções em uma única solução. Da leitura de códigos de barras a etiquetas RFID com conectividade para celular e wireless, o Smart AT-870 transfere dados dos produtos coletados até o sistema.

O Smart AT-870 possui um design que permite uma configuração personalizada. O AT-870 fornece alto desempenho de leitura RFID com precisão e alcance. O dispositivo é robusto e compacto, com funções sem fio.

 

Brascol facilita disponibilidade de produtos

 

4 de fevereiro de 2016 – A atacadista de moda infanto-juvenil Brascol, localizada no bairro do Brás, em São Paulo (SP), e considerada o segundo maior caso de sucesso no uso de identificação por radiofrequência (RFID) no mundo, continua o processo de inovar com tecnologia. Desta vez, a empresa está adotando beacons (tags ativas) de Bluetooth Low Energy (BLE), da EM Microelectronic, para tornar os produtos mais disponíveis para os seus clientes.

O caso de sucesso da Brascol envolvendo o controle de seus estoques e vendas, por meio de tags passivas de RFID UHF, tornou-se internacionalmente reconhecido após apresentações nos RFID Journal LIVE! do Brasil e dos Estados Unidos (leia mais em Uma potente ferramenta de… marketing – sim! e Brascol investe no controle de estoque eficiente).

Agora, a companhia dá mais um passo rumo ao futuro com a implantação de beacons para ajudar as vendedoras a localizar os produtos em promoção dentro da loja de três andares. “Hoje, são cinco beacons por andar”, explica Sérgio Gambim, diretor executivo da iTag Etiquetas Inteligentes, empresa desenvolvedora e integradora da tecnologia. “Os beacons estão em lugares estratégicos de cada departamento, onde a gente consegue localizar as ofertas em meio aos mais de 45 mil itens à venda”.

Segundo Gambim, por meio dos beacons, o cliente recebe as informações das vendedoras – pessoalmente ou até pelo app Whatsapp – sobre os produtos em promoção. “O setor escolhe as mercadorias que terão condições especiais e a equipe que administra os beacons cria a imagem com os preços antigo e o com desconto para expor nos tablets das vendedoras.

Antonio Almeida, superintendente da Brascol, diz que as vendedoras estão realizando vendas agregadas, graças à nova tecnologia. “Um equipamento deste suporta uma venda extra e as vendedoras têm isso como um assistente tecnológico”, explica. “Queremos avançar o sistema para uso de um app que estará disponível para os próprios compradores”.

Almeida acredita que o processo de uso intensivo de tecnologia na Brascol está permitindo uma predisposição maior dos clientes para aceitarem a venda por processos tecnológicos. “Tudo o que formos fazer comercialmente, desde lançamentos de produtos ou uma promoção, envolve compras, marketing etc. E o material é produzido por nós e atualizado nos tablets. Esse material fica disponível para a abordagem dos clientes”, destaca Almeida.

O sistema está em operação há dois meses, com apenas dois tablets ainda, embora o objetivo seja disponibilizar o dispositivo para cada uma das mais de 80 vendedoras da loja de atacado. “Pelo que as vendedoras têm falado, a tecnologia está ajudando a localizar os itens em promoção, além de dar mais foco em nosso consumidor”, afirma Almeida, lembrando que os clientes da Brascol são lojistas que têm pouco tempo para comprar e voltar para suas cidades de origem.

Gambim diz que está fazendo o trabalho de divulgar as promoções para os clientes da Brascol. “Queremos informar melhor o cliente quando entra ou sai da loja. Em breve, vamos colocar a informação na versão para Android, que terá um QR Code no caixa para baixar o app”, completando que a melhoria do atendimento é a meta.

“Em uma empresa deste tamanho”, relata Gambim, se referindo ao gigantismo da Brascol, “torna-se impossível comunicar as mais de 80 vendedoras, uma por uma, sobre tudo o que está em promoção”. Com a solução da iTag, a vendedora recebe as informações do beacon sobre as promoções mais recentes em seu tablet.

Na Brascol, cada vendedora aprende o tipo de produto que cada cliente vem buscar na loja. “Na terceira ou quarta visita à Brascol, o cliente já procura a vendedora pelo nome”, informa Gambim. “Ela recebe as informações sobre todos os itens em promoção. Por isso, as telas precisam ser fáceis de navegar, muito amigáveis, para ajudar as vendedoras a realizar o trabalho”.

Otimizar o tempo de compra está entre os objetivos do projeto. Mas, além disso, mostrar para o cliente o que você tem na loja para ele. “A vendedora nem sempre sabe o que tem. Disponibilizar os produtos novos e ofertar o que tem para promoção ficou mais fácil”, defende Gambim.

Ana Verúcia, gerente de vendas da Brascol, afirma que, com o tablet, “a gente localiza os produtos em promoção, como os do bota fora, que estão aqui também”. Ana diz que, antes de chegar na área de vendas, um comprador pode ser avisado sobre os produtos em promoção. “O tempo do cliente é reduzido. A tecnologia é para facilitar a rapidez. Estamos com dois tablets em teste e já realizamos vendas apenas mostrando produtos pela tela”.

Segundo Ana, muitos clientes querem usar os aparelhos e perguntam quando poderão ter seus próprios tablets para consultar as promoções da loja. “Em breve, o app da Brascol permitirá aos compradores fazer estas consultas online em seus próprios smartphone”, antecipa Ana.

“O que é legal do tablet é que há promoções em outros andares. Além disso, antes de ir ao setor de vendas, eu já apresento os produtos para o comprador. Não é só para o comprador interno, porque posso mandar informações por WhatsApp, por exemplo”, ressalta Ana. “O pedido pode ser feito aqui mesmo no tablete e, em seguida, vai se encontrar com o cliente no próprio caixa de pagamento”.

Estas matérias foram escritas por Edson PerinRFID Journal Brasil.

Fontes: http://brasil.rfidjournal.com/noticias/vision?11447/1

http://brasil.rfidjournal.com/noticias/vision?14020/1

 

Cliente

BRASCOL MEGA ATACADO