Camisaria Planner ganha agilidade na manufatura com RFID

itag 1 2

A confecção Planner de Cianorte (PR), a Cidade da RFID, conseguiu reduzir falhas em processos para um índice próximo de zero

 

4 de novembro de 2015 – A Camisaria Planner é mais uma integrante de um grupo de fabricantes de roupas de Cianorte (PR), conhecida como a “Cidade da RFID” (leia mais em Cidade da RFID faz bons negócios), que utiliza a tecnologia de identificação por radiofrequência (RFID) para obter vantagem competitiva nos negócios, com redução de custos e aumento de eficiência (leia mais em Confecção reduz gastos com horas extras).

Para a fábrica da Planner, o uso da RFID significou praticamente eliminar o índice de erros nas atividades de manufatura. “Todo o processo, desde a produção, até a expedição, ainda que informatizado, tinha uma considerável margem para erros”, explica Diego Sartori Novo, sócio e fundador da companhia. “Com a implantação da RFID conseguimos reduzir esta possibilidade para um número muito próximo de zero”.

A solução foi desenvolvida e implantada pela iTag, envolvendo um portal fixo RFID, equipado com leitor e antena da Acura Global. As tags que são inseridas nas camisas da Planner utilizam o chip Ucode7, da NXP Semiconductor, e são fabricadas pela iTag.

“O leitor está instalado dentro de um portal que faz todo o procedimento de leitura na entrada e saída das mercadorias”, diz Novo, o que favorece o controle da linha de produção e a reposição de materiais para a fabricação das camisas. “E, ainda, nas lojas de varejo estarão sendo implantados módulos de leitura RFID, com um visual compacto e moderno”, com o intuito de controlar os estoques e evitar furtos.

Dentre os desafios para implantar a tecnologia com sucesso, Novo afirma que os principais envolveram aspectos relacionados aos seres humanos. “É necessário que sejam implantadas mudanças no hábito e formato de trabalho”, completa. As questões culturais, assim como o hábito dos trabalhadores que atuavam sem a RFID, são impactados, mas a avaliação é de que os resultados compensam.

A decisão de implantar RFID nos processos de fabricação da Planner partiu da diretoria de negócios da empresa. “Com isso, ganhamos agilidade nos procedimentos com redução nos erros”, esclarece Novo, dizendo que entre os próximos passos a companhia pretende levar a tecnologia RFID para todas as lojas próprias da empresa. “Todas as lojas da fábrica já serão 100% RFID”. Com isso, outros varejistas podem se entusiasmar com o uso da solução, pois já recebem os produtos etiquetados pela fábrica.

As camisas da Planner recebem uma tag RFID com uma identidade única gravada, determinando o modelo específico de cada peça, cor, tamanho e outras caraterísticas, individualmente, como um acabamento especial, um botão diferenciado etc. A solução RFID está integrada com o sistema de gestão Organon, da Arus TI, utilizado pela Planner, com banco de dados hospedado em nuvem.

“Passamos a ter controle sobre toda a movimentação de mercadorias”, comemora Novo. “Cada peça passou a ter uma identidade única, permitindo que os relatórios sejam cada vez mais conclusivos e geradores de informações oportunas e fidedignas”.

“Apesar de nossa empresa ainda ser recente”, relata, “já podemos considerar grandes mudanças positivas [no que se refere à manufatura, principalmente]”. Para Novo, “a tecnologia está atendendo às expectativas, mas acreditamos que teremos resultados ainda mais surpreendentes”.

Esta matéria foi escrita por Edson PerinRFID Journal Brasil.