iTag continua funcionamento em home-office no feriadão

gambim tags

A iTag Etiquetas Inteligentes continua funcionando normalmente, em sistema de home-office, no feriado determinado pela prefeitura de São Paulo (SP) e governo do Estado. A companhia, que atende clientes no país inteiro e, também, no exterior, mantém suas equipes a postos para o atendimento às empresas que utilizam suas soluções inteligentes, baseadas em sistemas de identificação por radiofrequência (RFID) destinados a negócios.

A prefeitura de São Paulo, devido à pandemia da Covid-19, antecipou os feriados de Corpus Christi (11 de junho) e Consciência Negra (20 de novembro). Na sexta-feira (22) está decretado ponto facultativo na capital, com exceção dos serviços funerários, atendimento de saúde, segurança pública e assistência social. O chamado «feriadão» pode se estender até segunda-feira (25), já que o governador João Doria planeja antecipar o feriado estadual da Revolução Constitucionalista (9 de julho).

Como a resolução sobre o feriado é local, a equipe da iTag Etiquetas Inteligentes, que já trabalha em regime de home-office desde o início da pandemia, está pronta para atender seus clientes em tempo integral.

Com as etiquetas RFID e as soluções completas da iTag Etiquetas Inteligentes, cada produto passa a ter uma identidade única, como um documento de RG de uma pessoa. Deste modo, a inteligência do sistema RFID da iTag Etiquetas Inteligentes permite que cada produto, item a item, seja separado corretamente de acordo com o pedido e, posteriormente, a sua nota fiscal.

Palavras-chave: rfid para controle de estoque, rfid para localizar objetos, rfid para gado, rfid para eventos, rfid para pneus, rfid para que serve, rfid como funciona pdf, rfid como se usa, tarjeta rfid, rfid e codigo de barras, rfid e suas aplicações, rfid chip, rfid custo, rfid card, rfid carteira, rfid controle de estoque, rfid controle de acesso, rfid etiqueta, rfid estoque, rfid empresas, rfid em supermercados, rfid leitor, rfid logística, rfid longa distancia, rfid longo alcance, rfid label